Prints de supostas conversas de Chefe da Casa Civil pode gerar novo embate entre Executivo e Legislativo

Notícias - sexta-feira, 02/08/2019 às 15h16min • Atualizado 15h17min
Prints de supostas conversas de Chefe da Casa Civil pode gerar novo embate entre Executivo e Legislativo

O tema que tem dominado as rodas da política nesta sexta-feira é a denúncia feita pelo chefe da Casa Civil do Governo de Rondônia, Júnior Gonçalves, sobre prints de supostas conversas que ele teria tido com uma pessoa através de aplicativo, onde ele aparece atacando vários deputados, inclusive o presidente do Legislativo Laerte Gomes.

Nos prints que estão sendo espalhados entre grupo de jornalistas, Junior Gonçalves se refere de maneira nada amistosa a alguns deputados, com termos pejorativos do tipo ´deputados bundões´, ´sanguessugas´ e ´molambo montes´ (deputado Jair Montes). A suposta conversa trata principalmente de cargos no Governo e envolve outros nomes.

Dentre os nomes da conversa, que segundo o próprio Júnior Gonçalves não passam de fake News, são citados o do próprio governador Marcos Rocha que estaria sendo pressionado para conceder cargos a deputados estaduais se quisesse ter seus projetos aprovados pelo Legislativo, e ainda os de Cássia (que seria o da deputada Cássia Muletas), Jean (que seria o deputado Jean Oliveira), Felipe (que seria o filho de Zezinho do Maria Fumaça) – e Erika (que pode ser Erika Gerhardt – mulher de confiança de Marcos Rocha e que deixou o Governo há pouco tempo).

As conversas podem até ser fake news, mas não tratam de questões impossíveis de estarem acontecendo nos bastidores do Executivo e do Legislativo. Uma investigação mais acurada dos fatos poderá descobrir que por trás da relação entre os dois poderes está ocorrendo a mesma promiscuidade que ocorreu em governos e legislações anteriores que terminou com a prisão de deputados estaduais.

No final da tarde de ontem, Júnior Gonçalves tratou logo de tenta evitar a onda de boataria com uma nota oficial, dizendo apenas que era autor das declarações porque não utiliza esse tipo de palavreado e que houve simulações de conversas entre aplicativos, atribuindo o fake News ao trabalho que vem realizando à frente da Casa Civil do Governo de Rondônia.

“Eu sempre soube dos desafios que me aguardavam, mas não esperava esse ponto de mau-caratismo atacando a minha honra. Hoje, mais do que nunca, sei das consequências de se trabalhar com ética, ignorando velhas práticas, mas sigo firme acreditando no propósito maior que me trouxe até aqui”, disse ele em trecho da nota.

Uma ocorrência já foi registrada na Polícia Civil para apurar o caso.

NOTA OFICIAL

Prezados amigos.

É com muita indignação que venho aqui expressar repúdio a Fake News que estão repassando usando a minha imagem. Tenho recebido inúmeros prints de conversas de WhatsApp que alegam ser minhas, com alguém que eu não conheço, usando palavras e jargões que não uso no dia a dia. Conversas que claramente foram simuladas em aplicativos para este fim.

O jogo baixo e sorrateiro começou.

Esquecem que somos pessoas comuns e o quanto trazemos da nossa família, dos nossos amigos e da nossa essência conosco e de como é nosso dever zelar por isso.

Eu sempre soube dos desafios que me aguardavam, mas não esperava esse ponto de mau-caratismo atacando a minha honra. Hoje, mais do que nunca, sei das consequências de se trabalhar com ética, ignorando velhas práticas, mas sigo firme acreditando no propósito maior que me trouxe até aqui.

Que isso sirva de cuidado para todos nós. Que tenhamos discernimento para verificar a veracidade dos conteúdos que recebemos e compartilhamos. No mundo conectado, de informações instantâneas, nem tudo o que lemos é verdade.

Já estou registrando denúncia para abrir investigação a respeito deste caso, punindo assim os responsáveis por esta Fake News.

Júnior Gonçalves

Chefe da Casa Civil do Governo de Rondônia

FacebookTwitterWhatsApp

Confira os prints que estão circulando nas redes socias.

Fonte: Viarondonia


Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email