Cobra é flagrada no Espaço Alternativo, Confira o vídeo

Capital - quarta-feira, 24/07/2019 às 17h13min • Atualizado 17h15min
Cobra é flagrada no Espaço Alternativo, Confira o vídeo
A jiboia-constritora (Boa constrictor) ou simplesmente jiboia. Foto: Aurélio Paz

Uma cobra é flagrada no Espaço Alternativo, sendo mais um caso de aparecimento de animal silvestre em via pública, na noite dessa terça-feira (23). A cobra foi flagrada rastejando pelas calçadas do local, o registro foi feito por um transeunte que passeava na via. Confira vídeo no fim da matéria.

O ano de 2019 tem registrado temperaturas elevadíssimas, nessa época do ano pessoas má intencionadas costumam realizar queimadas. Com isso a incidência do aparecimento de animais silvestres no meio urbano, principalmente em áreas próximas à mata, tendem a redobrar.

Cobra é flagrada no Espaço Alternativo (QUEIMADAS X ANIMAIS)

Com o tempo seco, é fácil encontrar focos de incêndios. Os próprios moradores tentam controlar o fogo, que se alastra rápido. Com a destruição e sujeira, a fuligem liberada pelo fogo dificulta a formação de chuva. E além de todos esses transtornos, as queimadas também podem interferir no clima. Quanto mais queimada, mais seca!

O animal silvestre, quando tem seu território destruído, sai em busca de outro local para viver, e com o crescimento desordenado das cidades e a consequente redução dos espaços de habitat natural das espécies, acabam surgindo em vias urbanas, principalmente em BRs e rodovias.

Esse fator coloca em risco, tanto ao animal quando a população que transita por estes locais.

Acredita que casos como esses são esporádicos? Confira:

Posted by Jornal Rondônia on Wednesday, 24 July 2019

O que fazer?

É indicado o contato com o Corpo de Bombeiros para a captura do animal, para que o mesmo devolve-o para seu habitat natural. Ligue para os telefone 193 ou (69) 3216-8955.

Caso não seja possível no momento chamar os bombeiros, apenas deixe o animal seguir seu percurso e cuidar para que não seja atropelado por ciclistas ou automóveis.

Desta forma, você ajuda o equilíbrio da natureza.

Fonte: Jornal Rondônia


Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email