Domingo, 25 de Outubro de 2020

Preso pela PF, prefeito de Ji-Paraná renuncia a disputa pela reeleição

Política - quarta-feira, 14/10/2020 às 13h16min
Preso pela PF, prefeito de Ji-Paraná renuncia a disputa pela reeleição
Imagem .GIF que ilustra campanha publicitária do Governo de Rondônia ao combate contra o Coronavírus.

Preso pela Polícia Federal durante a deflagração da operação Reciclagem, o prefeito de Jí-Paraná, Marcito Pinto, decidiu renunciar a sua candidatura à reeleição no pleito 2020.

O pedido de renuncia foi apresentado à Justiça Eleitoral e deferido em sentença assinada pelo juiz Marcos Alberto Oldakowski, da 30ª Zona Eleitoral, nesta última terça-feira (13).

Marcito foi preso no último dia 25 de setembro e dois dias depois teve sua candidatura à reeleição homologada pelo TRE/RO, porém a pressão popular e de seus correligionários levaram o prefeito a desistir da corrida eleitoral.

Agora, a coligação Ji-Paraná Não Pode Parar (PDT, PL, PSB, PSDB, DEM, PSD, Solidariedade) tem como candidato o advogado Julian Cuadal Soares.

Reciclagem

De acordo com a Polícia Federal, Marcito e outros três prefeitos foram filmados recebendo propina em uma investigação que desmembro um suposto esquema de desvio de dinheiro público em contratos públicos.

Ele segue preso na capital do Estado.

Fonte: Rondoniaovivo
Imagem .GIF que ilustra campanha publicitária do Governo de Rondônia ao combate contra o Coronavírus.


Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email

Banner publicitário Doutor Potência