Marcos Rogério desembolsou R$ 2,5 milhões a mais que o governador reeleito

Cada voto de Marcos Rocha, do União Brasil, custou R$ 7,15; o do candidato derrotado, senador da República do PL chegou a R$ 11,16

Por Jornal Rondônia

Publicado em:

As referências oficiais das prestações de contas publicadas até agora no site oficial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) demonstram que o senador da República Marcos Rogério, do PL, gastou pelo R$ 2,5 milhões a mais que o vencedor reeleito nas eleições de 2022.

A prestação final deve ser apresentada até o dia 19 de novembro.

Com os dados parciais veiculados, por ora, levando em conta 1º e 2º turnos, Rogério desembolsou mais de R$ 8,1 milhões para tentar se eleger govenador; Rocha, o vitorioso, apresentou dispêndio de R$ 5,6 milhões.

Somando os votos nas duas etapas do processo eleitoral, o mandatário do Palácio Rio Madeira 789.026 votos; Rogério, lado outro, ficou com 730.313.

Isto significa, na prática, que cada voto do congressista saiu por R$ 11,16; o de Rocha, R$ 7,15, diferença de mais de quatro reais.

Marcos Rogério, do PL, perdeu no primeiro turno
Marcos Rogério, do PL, também foi derrotado no segundo turno

CONFIRA

PRIMEIRO TURNO:

Marcos Rocha (União Brasil): 330.656 – VOTOS
Marcos Rogério (PL): 315.035 – VOTOS

SEGUNDO TURNO:

Marcos Rocha (União Brasil): 458.370 – VOTOS
Marcos Rogério (PL): 415.278 – VOTOS

TOTAL DE VOTOS 1º E 2º TURNOS:

Marcos Rocha (União Brasil): 789.026 – VOTOS
Marcos Rogério (PL): 730.313 – VOTOS

GASTOS (DESPESAS CONTRATADAS) NO PRIMEIRO E SEGUNDO TURNOS:

Marcos Rogério (PL): R$ 8.155.261,54
Marcos Rocha (União Brasil): R$5.641.901,38

VALOR GASTO POR VOTO (1º E 2º TURNOS):

Cada voto de Marcos Rogério custou R$ 11,16.
Cada voto de Marcos Rocha, governador reeleito, custou R$ 7,15.

Fonte: Jornal Rondônia

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.