Sexta-Feira, 14 de Agosto de 2020

Imagem .GIF que ilustra campanha publicitária do Governo de Rondônia ao combate contra o Coronavírus.

ATUALIZADO: Energia vai ficar ainda mais cara em Rondônia

Brasil - terça-feira, 10/12/2019 às 12h06min • Atualizado 11/12/2019 às 08h24min
ATUALIZADO: Energia vai ficar ainda mais cara em Rondônia
Imagem .GIF que ilustra campanha publicitária do Governo de Rondônia ao combate contra o Coronavírus.
Para as residências consideradas B1 foi aprovado uma ridícula redução de 0,7%. Isso é uma pequena parcela de quem consome o minimo.
Na reunião não houve explicação de composição completa que justificasse o aumento.
Os membros da comissão que analisava o pedido de aumento apontaram perdas com o leilão e perdas de impostos com a exclusão de dois decretos estaduais com efeito de 7,58%. Esse é um reajuste ordinário previsto em contrato em detrimento da rejeição do aumento extraordinário.
A apresentação do relatório foi do consultor Leonardo de Araujo Silva. O REAJUSTE COMEÇA A VALER A PARTIR DESTA SEXTA FEIRA 13/12
Portanto, não adiantou a grita da bancada federal, nem dos membros da CPI. Agora resta a população novamente voltar as ruas com protestos contra esse aumento abusivo.

ATUALIZAÇÃO

Na manhã desta terça-feira, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulgou nota informando que “a conta de luz dos consumidores residenciais de energia elétrica de Rondônia vai cair 0,78% a partir da próxima sexta-feira (13/12)”.

Com isso, segundo a nota da Aneel, a tarifa por MW/hora para as residências no Estado cairá dos atuais R$ 581,37 para R$ 576,82.

Na verdade, a nota da Agência inclui uma pegadinha ao alegar, no destaque, que reduziu o valor da conta de luz e, no final da nota, admitir que concedeu um reajuste à Energisa.

À verdade surgiu à tarde e foi revelada pela própria Energisa, que divulgou a seguinte nota: “Informação à imprensa

“A Energisa Rondônia informa que a Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL – homologou, nesta terça-feira (10), o Reajuste Tarifário Anual para os clientes do estado. O efeito médio percebido pelos clientes será de 0,11% e entra em vigor a partir do dia 13 de dezembro deste ano. Mais informações podem ser obtidas no site da agência reguladora do setor (www.aneel.gov.br)”.

 

Fonte: Jornal Rondônia - Edição
Imagem .GIF que ilustra campanha publicitária do Governo de Rondônia ao combate contra o Coronavírus.


Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email

Banner publicitário Doutor Potência