Internauta descreve dor de criança estuprada e morta por vizinho em MT

Brasil - sábado, 20/07/2019 às 16h18min
Internauta descreve dor de criança estuprada e morta por vizinho em MT

Uma internauta, moradora de São Paulo, descreveu no Facebook o quea garota de 8 anos, estuprada e morta em Mato Grosso está semana, sentiu enquanto o crime acontecia. O texto viralizou no Facebook e até a publicação desta reportagem já contava com 6,2 mil curtidas, 3,8 mil comentários e 5,1 mil compartilhamentos.

O crime bárbaro, que chocou a cidade, aconteceu na madrugada de quinta-feira (18). Jonatan Nicolas Duarte, 20 anos, confessou ser autor do fato. Entenda o caso!

No relato, Daniela Aquino Silva descreveu o momento de dor da criança.

“Enquanto ele abusava de mim os meus olhos ficavam roxos (ERA A MINHA VIDA INDO EMBORA). Tentei lutar, tentei me debater, mas eu era só uma menininha frágil e indefesa! O meu assassino já era um homem de 20 anos, experiente e que já havia abusado de outra criança (UM MENINO DE 9 ANOS), mas na época ele era menor de idade (15 anos), segundo a justiça não sabia o que estava fazendo. Cinco anos depois eu me tornaria a mais nova vítima, não resisti tamanha brutalidade e vim a óbito”, diz o texto.

Veja também

Veja a publicação

LUTO…OI, meu nome é NATALYA BIANCA LIMA! eu só tinha 8 anos" eu era uma criança linda e de sorriso tímido"…

Posted by Daniela Aquino Silva on Friday, 19 July 2019

Estupro e assassinato

O crime bárbaro, que chocou a cidade de Sorriso (420 km de Cuiabá), aconteceu na madrugada de quinta-feira (18).

A criança morava com mãe, mas na noite do crime estava sozinha enquanto ela trabalhava. A mulher contou que ao chegar em casa percebeu que a filha estava desacordada e tinha sofrido uma convulsão. Ela foi levada às pressas ao Hospital Regional do município, onde a equipe médica fez manobras de ressuscitação durante 45 minutos, mas a garota não respondeu aos procedimentos e então foi confirmada a morte.

O médico do hospital acionou o Instituto de Medicina Legal (IML) para necropsia com objetivo de descobrir a causa da morte. Na manhã de quinta-feira, o legista comunicou o delegado André Eduardo Ribeiro informando que a criança apresentava sinais de abuso sexual bem como indícios de morte violenta. Entenda o caso!

Foram identificados três possíveis suspeitos e um deles apresentou contradições nas declarações. Tratava-se de Jonathan Nicolas Duarte, que mora nos fundos da casa da vítima.

O estuprador contou aos policiais que naquela noite, por volta das 20 horas, teria ido dormir e não mais saído de casa. No entanto, um amigo dele, que divide o mesmo quarto falou que ambos teriam bebido a noite e por volta de 1 hora da madrugada, Jonathan saiu de casa e retornou 30 a 40 minutos depois, por volta das 2 horas.

Levado à delegacia, ele acabou confessando que após fazer uso de bebida alcoólica e droga, aproveitou que a vítima estava sozinha em casa, invadiu o local, asfixiou e a estuprou criança que estava dormindo. Ele contou ainda que durante o estupro percebeu que menina não mais respirava e assim se vestiu deixou a casa e foi dormir.

Fonte: Reporter MT


1 Comentário

  1. Glória. De amorim disse:

    Minha opinião e prq que a mãe não deixou com a vo quando ela foi trabalha nao era pra deixa ela sozinha prq nao podemos confiar nos vizinhos. Ne

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email