Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019

Bebida, direção e morte: Raquel tinha 22 anos e deixa filho

Polícia - sexta-feira, 19/07/2019 às 11h10min • Atualizado 11h11min
Bebida, direção e morte: Raquel tinha 22 anos e deixa filho

Raquel Lamego, de apenas 22 anos, é mais nova vítima da triste combinação entre álcool e direção em Manaus. Ela deixou um filho de apenas dois anos. Estava no Mini-Cooper que bateu em alta velocidade por volta das 5h30 da manhã, na frente da Fundação Allan Kardec. Dentro do carro, além do corpo da moça, a polícia afirma que encontrou várias garrafas de cerveja. Até quando vamos continuar fazendo o que todo mundo sabe que está errado? Beber e dirigir, não dá!!

LÁGRIMAS

Nas redes sociais os amigos da jovem já lamentam a morte dela. “Não acredito, diz que não é verdade”, chora uma amiga no Face. O que dizer para o filho, de apenas 2 anos? Ao todo foram quatro vítimas. Um casal que estava na parte de trás foi jogado para fora. Precisa disso para ser feliz? Três pessoas estão no 28 de Agosto, e, agora, centenas, estão em choque, em luto, por uma irresponsabilidade que poderia ser evitada.

FICA A LIÇÃO

Só resta mostrar as imagens, lamentar a morte e torcer para que as pessoas coloquem a mão na consciência. Raquel está agora no IML, de onde sairá para ser sepultada. A vida dela não voltará jamais, porém, para quem está vivo e gosta de beber, há uma série de saídas. Os aplicativos de corrida estão aí, 24 horas por dia. Não há necessidade de dirigir bêbado. Que a família de Raquel tenha forças neste momento.

Fonte: Maskate


Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email