Mulher fica com vermes nos olhos após passar por nuvem de moscas

Mundo - sexta-feira, 08/11/2019 às 10h32min
Mulher fica com vermes nos olhos após passar por nuvem de moscas
Mulher fica com vermes nos olhos após passar por nuvem de moscas.jpeg

Uma mulher de 68 anos do Estado de Nebraska, nos Estados Unidos, atravessou uma nuvem de moscas durante uma viagem à Califórnia e, algumas semanas depois, encontrou larvas dentro do seu olho direito. A infecção, chamada de thelaziose ou “verme do olho de gado”, foi relatada no periódico Clinical Infectious Diseases por pesquisadores do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) do governo dos Estados Unidos.

As larvas que se alojam nos olhos se alimentam de lágrimas, segundo o infectologista Carlos Fortaleza, da Sociedade Paulista de Infectologia (SPI).

Ele explica que a doença é comum em bovinos e felinos, sendo causada por diversas espécies do parasita Thelazia. Nos Estados Unidos, casos em animais são registrados desde 1940, mas esse é apenas o segundo registro em humanos. “O ser humano é um hospedeiro acidental. É muito difícil que a mosca fique tempo suficiente em contato com nossos olhos para depositar as larvas”, afirma Fortaleza.

O infectologista diz que a mosca deposita larvas microscópicas nos olhos dos animais. Essas larvas se alojam no saco lacrimal e se, alimentando-se das lágrimas, crescem e produzem outras larvas, que serão coletadas pelas moscas novamente. “É por isso que a mulher só percebeu semanas depois, quando a larva já havia crescido”, afirma.

A mulher relatou que, após sentir uma irritação, lavou o olho com água e encontrou um verme transparente de 1,27 cm. A indicação médica foi que ela lavasse os olhos com água destilada e retirasse os vermes que encontrasse. Ela chegou a retirar quatro vermes. Além disso, ela usou colírio com antibiótico para evitar outras infecções por conta de bactérias. De acordo com o infectologista, não há como saber quantos vermes estão alojados nos olhos.

Segundo Fortaleza, o tratamento pode ser feito com medicamentos antiparasitas, porém o ideal é retirar as larvas conforme elas forem crescendo. “A morte do verme também gera uma inflamação. A cicatriz que se forma no olho por conta dessas inflamações prejudica a visão. A complicação mais grave desse quadro é a cegueira”, explica.

Nos Estados Unidos, a Thelazia gulosa, espécie mais comum em bovinos, é a responsável pelos dois casos em humanos. Outros casos foram registrados na Europa e na Ásia provocados por outra espécie, a Thelazia callipaeda. No Brasil, não existem casos registrados em humanos, mas a doença é comum em bovinos. O infectologista afirma que há outros parasitas no país que são transmitidos por moscas e que afetam humanos, como o berne.

 

Fonte: r7


Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email