Quarta-Feira, 03 de Marco de 2021

Ministério da Saúde projeta nova remessa de vacinas contra a Covid-19 para Rondônia, a partir do dia 23

Geral - sexta-feira, 19/02/2021 às 16h31min
Ministério da Saúde projeta nova remessa de vacinas contra a Covid-19 para Rondônia, a partir do dia 23
Imagem .GIF que ilustra campanha publicitária do Governo de Rondônia ao combate contra o Coronavírus.

Rondônia vai receber mais uma remessa de vacinas contra a Covid-19, a partir do dia 23 de fevereiro, enviada pelo Ministério da Saúde. A notícia foi confirmada na tarde desta quarta-feira (17), durante reunião por meio de videoconferência do Fórum dos Governadores do Brasil, com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para discutir medidas de combate à pandemia do coronavírus, quando também foi debatido sobre a apresentação de um cronograma de entregas, a quantidade de imunizantes e os contratos para compra de mais vacinas.

O governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, lembrou que o Estado entrou em uma situação difícil e agradeceu ao Ministério da Saúde pelo apoio que foi dado no transporte de pacientes com Covid-19 para outros estados. Marcos Rocha destacou o cumprimento do Programa Nacional de Imunizações (PNI) e enalteceu a atuação do ministro, que tem garantido uma programação de vacinação, bem como um árduo trabalho para que a imunização possa acontecer.

Marcos Rocha enfatizou a celeridade que o Governo do Estado tem atuado para transportar as vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde e, em solo rondoniense, distribuindo-as rapidamente às Gerências Regionais de Saúde, onde posteriormente, são entregues aos municípios.

Na pauta de discussão da videoconferência, estava a questão do cronograma de entrega de vacinas até abril; avanço das negociações para adquirir doses da Sputnik V e da Covaxin; e, a medida provisória que autoriza o Governo Federal a aderir ao consórcio da Organização Mundial da Saúde (OMS) para aquisição de vacinas contra o coronavírus. Na videoconferência, o governador ressaltou ser a favor da medida, que estabelece prazo de até cinco dias para que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorize o uso emergencial no Brasil de vacinas contra a doença, que já tenham aprovação internacional.

“Agradeço os governadores dos estados que deram apoio a Rondônia e receberam os pacientes com Covid-19, que estavam em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e os clínicos com vagas preenchidas por rondonienses. Também quero dizer que sou de acordo com a aquisição de vacinas e que sejam realmente utilizadas, por meio do Plano Nacional de Imunizações. Entendo as dificuldades que é programar e trabalhar na vacinação de uma doença que conhecemos em tão pouco tempo e, por isso, parabenizo o ministro e toda equipe de Saúde. Parabenizo os governadores pela reunião. Nosso sonho é que ainda este ano, o mais rápido possível possamos vacinar toda a população brasileira. Se um dia algum dos governadores precisarem de leitos, e tivermos em condições, estaremos dispostos a dar todo apoio necessário”, disse Marcos Rocha, pontuando o nome dos governadores do Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Espírito Santo e Rio de Janeiro.

As palavras do governador vão ao encontro do pronunciamento do ministro da Saúde, de que toda a população brasileira será vacinada até o final de 2021. O ministro Pazuello apresentou que, do final de fevereiro até julho, serão distribuídas aos estados mais de 230,7 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19, que garantem a continuidade da imunização da população brasileira de forma igualitária e gratuita.

As próximas entregas aos estados acontecem ainda em fevereiro, com remessa sendo enviadas a partir do dia 23. Ainda não foi detalhada a quantidade de doses que Rondônia vai receber, mas o próprio ministro se comprometeu em apresentar aos governadores o cronograma de entrega de vacinas no primeiro semestre deste ano.

HISTÓRICO DAS REMESSAS

O Estado de Rondônia já recebeu quatro remessas de doses de vacinas contra a Covid-19. No total, já foram recebidas 107.008 doses de imunizantes. Na primeira remessa, da CoronaVac, foram entregues 49.208 doses. Em seguida, o Estado recebeu outra remessa de 8.200 doses, também da CoronaVac. Rondônia recebeu ainda, 13 mil doses da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford com a AstraZeneca. Na última remessa enviada pelo Ministério da Saúde, foi recebido um lote de vacinas da CoronaVac, contendo 36.600 doses.

Fonte: Secom - Governo de Rondônia
Imagem .GIF que ilustra campanha publicitária do Governo de Rondônia ao combate contra o Coronavírus.


Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email

Banner publicitário Doutor Potência