Coren move ação judicial contra irregularidades no João Paulo II

Fonte: Rondoniagora

Quinta-Feira, 16 de Agosto de 2018 às 11:59

Compartilhar matéria:

O Conselho Regional de Enfermagem de Rondônia (Coren-RO) constatou inúmeras irregularidades em fiscalização de retorno realizada no Hospital e Pronto-Socorro João Paulo II, em Porto Velho. A equipe de fiscalização verificou que os problemas, em maioria, são os mesmos anotados em fiscalizações anteriores, entre eles, a falta de profissionais de enfermagem. Além de problemas estruturais nos setores, o que compromete a qualidade do atendimento aos pacientes e que não foram sanados. 

O número insuficiente de profissionais de enfermagem afeta diretamente os plantões extras, gera sobrecarga de trabalho e, por consequência, cai a qualidade da assistência. Na relação de irregularidades, também consta a superlotação do hospital o que obriga internação de pacientes em áreas externas e pelos corredores da unidade. Tais irregularidades expõem as pessoas a uma situação desumana e de insalubridade. "A estrutura física do João Paulo está um caos e coloca os pacientes em situação de risco", observou Sílvia Neri, presidente do Coren.

O relatório produzido pela inspeção foi encaminhado à Secretaria de Saúde do Estado (Sesau) e aos órgãos de controles competentes para que as providências sejam tomadas imediatamente, visto que todas as normas que norteiam a prestação de uma saúde digna estão sendo violadas, razão pela qual o Coren decidiu também recorrer à Justiça para que as irregularidades sejam resolvidas.

Direção Geral: Vinicius Queiroz
Rua Reverendo Elias Fontes - N°1914, Agenor de Carvalho
Porto Velho/RO. 76820-294
Fone: 69-99993-4921