Deputado Jesuíno realiza audiência para discutir Segurança Pública

Fonte: ALE/RO - DECOM - Laila Moraes e Isabela Gomes

Quinta-Feira, 07 de Dezembro de 2017 às 13:05

Compartilhar matéria:

O deputado Jesuíno Boabaid (PMN), reuniu em audiência de Instrução Legislativa, no Plenário da Assembleia Legislativa, na manhã desta quarta-feira (6), com o vice-governador de Rondônia, Daniel Parreira (PSB), o secretário de Estado da Segurança Pública, Defesa e Cidadania (Sesdec), coronel Lioberto Ubirajara Caetano de Souza, o representante da Casa Civil, Glauber Luciano Gahyva e outros representantes da Segurança Pública de Rondônia para debater o orçamento da segurança pública e conhecer o programa Rondônia Mais Segura.

 

A pedido do parlamentar, o secretário de segurança, apresentou o Programa Rondônia Mais Segura. De acordo com o coronel Lioberto, o programa é resultado de uma ação conjunta entre várias secretarias, membros do Tribunal de Contas, Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa, Ministério Público, prefeituras, sociedade e ainda mais de 300 agentes.

Durante sua explanação, o secretário explicou que o Rondônia Mais Segura envolve 15 componentes e cerca de 20 projetos e ações, algumas em curso e outras em implantação, com a meta de reduzir a criminalidade e a violência com atuação integrada e transversal de órgãos públicos do Estado, municípios e comunidade.

O secretário apontou ainda que os investimentos da segurança no programa “Segurança e Cidadania” no orçamento de 2017 foram de R$ 50.383.939,00 para custeio, sendo R$ 3.197.200,00 para apoio administrativo e R$47.186.739,00 para segurança e cidadania. Com materiais de construção e permanentes foram gastos R$ 916.050,00 e R$762.723.906,00 para folha de pagamento.

Já para o programa “Rondônia Mais Segura”, a previsão no orçamento de 2018 é de R$ 49. 156.340,00 para custeio, sendo R$ 4.591.715,00 para apoio administrativo e R$ 44.546.625,00 para segurança e cidadania. Com materiais de construção e permanentes a previsão é de R$ 10.186.950,00 e R$760.474.578,00 previstos para folha de pagamento. Conforme os dados apresentados o orçamento total da Sesdec de 2017 foi de R$ 814.023.895,00 e para 2018 a previsão é de R$819.817.868.00 o que representa um incremento de 0,71%.

O vice-governador Daniel Pereira parabenizou a apresentação do secretário e ressaltou que o problema de segurança pública é muito profundo não só em Rondônia, mas em todo o país. “A questão é que o problema mais grave no país, hoje, é o da segurança pública e para se resolver isso é preciso de dinheiro”.

Ele afirmou que pela falta de recursos as coisas só pioraram e ofereceu congratulações a administração de Vilhena pelo sistema de vigilância implantado no município. Pereira disse ter ido em 14 Estados da federação para conhecer programas de segurança pública.

Ele disse que o governo do Estado está articulando também um trabalho com os municípios para melhorar a qualidade da energia pública das cidades de Rondônia. “Acredito que essa questão também envolve a segurança pública. Com uma melhora, certamente não vai dar pra melhorar tudo, precisamos de estratégias também na educação, na saúde e afins”, disse Daniel.

Ao abordar a educação precária afetando diretamente a segurança, o vice-governador afirmou que o Poder Executivo Estadual está atrás de uma parceria junto ao Governo do Estado de São Paulo para a criação de uma Universidade Pública à Distância para os jovens do Estado. “Será de baixo custo e de alta qualidade, já que serão os professores das mais renomadas universidades do país”.

O deputado Hermínio Coelho (PDT) afirmou que, apesar dos bons projetos, o Estado na prática não realiza os trabalhos de forma satisfatória. Ele disse não acreditar nos dados apresentados pelo Coronel.

Coelho disse que se deve principalmente ir atrás de políticas públicas e aumento do efetivo, além de melhorias nos prédios. Ele usou o exemplo das Unidades Integradas de Segurança Pública (Unisp) que foram construídas com alto custo, mas baixa qualidade.

“As Unisp foram a maior propaganda do Estado. Tem prédio que foi inaugurado e não tem nem atendimento lá por conta da falta de efetivo. É claro que o aumento da polícia não vai resolver tudo, mas hoje temos apenas 3 mil policiais militares nas ruas sendo que o mínimo deveriam ser 8 mil”, ressaltou.

O Coronel PM Fábio Alexandre Santos França, falou sobre o orçamento da PM após a aprovação do PPA. “Em 2015 foi aprovado o PPA de 2016 até 2019, em uma sequência de orçamentos para a PM”. Segundo ele, em 2016 deveriam ter sido enviados R$14 milhões, porém a polícia recebeu apenas R$9 milhões. Este ano, o orçamento caiu de R$26 milhões para R$14 milhões e o do ano que vem está previsto uma queda de R$27 milhões para R$15 milhões na Lei Orçamentária Anual.

“Temos no orçamento custeio e investimento, como teremos essa queda sabemos que 65% do PPA será para custeio, teremos uma série de dificuldades para investimento como reforma de quartéis e afins”.

O deputado Jesuíno afirmou que os projetos apresentados pelo governo são bons, mas que é preciso correr atrás de recursos para o andamento dos mesmos. “Não Tem como viabilizar o projeto se não tiver dinheiro e, principalmente, se o governo do Estado não mudar a postura quanto a segurança pública do Estado”.

Ele pediu para que a secretaria realize um levantamento de urgência para saber quais fundos que o Estado tem com recursos sobrando que podem ser implantados na segurança estadual.

“Assim poderemos apanhar os recursos parados nos fundos e fazer uma análise para a realização de alteração na lei para que o dinheiro seja investido na polícia civil, militar e todas as outras áreas que o órgão é responsável” afirmou Jesuíno.

Segundo o deputado, caso não haja essa possibilidade deve ocorrer cortes no orçamento para que mais dinheiro seja aplicado na área.

 

FOTOS

Deputado Jesuino Boabaid se indigna com veto do governo

Deputado Jesuino Boabaid se indigna com veto do governo

Sessão Solene homenageia servidores da SEJUS

Sessão Solene homenageia servidores da SEJUS

Direção Geral: Vinicius Queiroz
Rua Reverendo Elias Fontes - N°1914, Agenor de Carvalho
Porto Velho/RO. 76820-294
Fone: 69-99386-6052