Navio atraca na Itália com 26 mulheres mortas

Fonte: ANSA

Domingo, 05 de Novembro de 2017 às 11:19

Compartilhar matéria:

Um navio de bandeira espanhola atracou neste domingo (5) em Salerno, no sul da Itália, com cerca de 400 migrantes forçados e os corpos de 26 mulheres que morreram durante a travessia do Mediterrâneo.

Os cadáveres passarão por exames no necrotério da cidade, mas suspeita-se de homicídio ou afogamento. As primeiras investigações apontam que as mulheres eram da Nigéria e estavam em um bote inflável socorrido pelo navio espanhol Cantabria, que faz parte da operação marítima da União Europeia na região.

"A embarcação afundou, e as mulheres infelizmente levaram a pior, por serem mais frágeis", afirmou o chefe da província de Salerno, Salvatore Malfi, que descarta a hipótese de tráfico para a prostituição.

"Carregar as mulheres em um bote seria um investimento arriscado que os senhores do tráfico não fariam, podendo perder a 'mercadoria', como eles dizem, de uma só vez", acrescentou. Entre as 400 pessoas resgatadas pelo Cantabria, também havia nove mulheres grávidas.

De 1º de janeiro a 3 de novembro de 2017, 111.716 migrantes forçados desembarcaram em portos italianos, número 29,97% menor que o registrado no mesmo período do ano passado.

Deputado Jesuino Boabaid se indigna com veto do governo

Deputado Jesuino Boabaid se indigna com veto do governo

Sessão Solene homenageia servidores da SEJUS

Sessão Solene homenageia servidores da SEJUS

Direção Geral: Vinicius Queiroz
Rua Reverendo Elias Fontes - N°1914, Agenor de Carvalho
Porto Velho/RO. 76820-294
Fone: 69-99993-4921